Sexta-Feira, 18 Agosto 2017

social

Jornal Mercado de Trindade

Sex, 05 de Maio de 2017 11:55

ACS lotaram Câmara Municipal de Trindade na despedida a Ruth Brilhante

Dar nota para esse item
(0 votos)

Fábio PH – especial para o Jornal Opção

Muita emoção marcou as solenidades de despedida da agente de saúde, presidente federativa no Estado de Goiás e vice-presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS), Ruth Brilhante. Ela faleceu após agravamento do quadro clínico, quando vitimada em um acidente com moto. O prefeito Jânio Darrot esteve no velório pela manhã e neste ato foi representado pelo vice, Gleysson Cabriny.

58 anos, filha de trindade reconhecida nacionalmente, por sua luta em favor da classe, Ruth trabalhou por décadas como agente de saúde.

Representação com lutas
Após ter dedicado grande parte da sua vida para garantir melhores condições de trabalho e de vida aos seus colegas, Ruth Brilhante de Souza, um dos maiores símbolos da luta dos Agentes de Saúde da atualidade deixa a categoria em um momento de muita incerteza. Ruth sabia muito bem que o potencial dos agentes comunitários e de endemias pode ir muito além do que o sistema permite. Ela presidiu a CONACS até o início do ano passado, quando, em face das limitações físicas, decidiu por assumir a vice-presidência da instituição.

A advogada da CONACS, Elane Alves disse que Ruth está indo para um outro plano existencial, mas que seus ensinamentos, a sua garra, permanecem firmes com todas e todos que a acompanharam.

Também enaltecendo a ação sindicalista de Ruth, o vereador, Pastor Zeca (PHS) representou o Legislativo trindadense e destacou que a família de Ruth está em todos os cantos do Brasil.

Cabriny destacou o histórico de luta em defesa dos agentes de saúde do Brasil: “inigualável, ela deixa a sua contribuição registrada em benefício da Saúde Pública Brasileira”, pontuou e logo após leu uma mensagem do prefeito Jânio, que estava em outro compromisso anteriormente agendado. “Em nome dos trindadenses, a agradecemos por ter levado o nome de Trindade, além-fronteiras. Ela sempre deu o seu melhor, não desistia nunca, se esforçou para que cada agente de saúde tivesse uma vida mais digna, confortável”, escreveu Jânio Darrot.